Crise hídrica: como a matriz energética afeta a competitividade

A crise hídrica encareceu mais a energia elétrica no Brasil. Ela, que sempre foi barata, se tornou um grande entrave para a competitividade da indústria nacional no mercado mundial. O que sempre foi uma vantagem acabou se tornando um problema causado por uma sucessão de erros estratégicos. Investir em outras modalidades de geração é essencial para o país aliviar a forte pressão que sofre do setor energético. E é aí que entra a energia solar fotovoltaica. Gerar a própria energia e depender o mínimo possível das variações do setor energético é um diferencial que hoje somente a energia fotovoltaica pode oferecer.

O Brasil hoje é extremamente dependente da energia hidrelétrica. Cerca de 65% da geração de energia no Brasil provém desta modalidade. Foi uma aposta que deu certo por muito tempo, mas que hoje se mostra insustentável até mesmo a curto prazo para qualquer empresa. Porém, hoje está ao alcance de todos, da menor residência à mais extensa indústria. Todos podem fugir da crise hídrica.

Seca e inflação

Com a crise hídrica que atingiu o Brasil neste inverno, a ANEEL teve de elevar as tarifas ao mais alto patamar possível nas tarifas, a Bandeira Escassez Hídrica, além do Patamar 2 da Bandeira Vermelha. Isso porque o governo é obrigado a acionar as usinas termelétricas, de operação muitos mais onerosa e com custos mais elevados que acabam sendo repassados ao consumidor.

Devido à pandemia, a indústria brasileira opera no limite. Com a escassez e alta no preço da energia, os custos têm de ser repassados a toda a cadeia produtiva, chegando mais caros ao consumidor interno e sendo vendidos mais caros no exterior, perdendo para a concorrência de outros países. Isso, aliado à menor entrada de recursos estrangeiros na economia acarreta na desvalorização da moeda, a famosa inflação. Uma cadeia de desventuras.

Uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou que 90% do empresariado brasileiro está preocupado com a crise hídrica, e um dos principais fatores é porque a energia mais cara impacta diretamente os produtos brasileiros na concorrência internacional.

Energia Fotovoltaica: uma solução à crise hídrica

Uma mudança possível a curto prazo e que não depende diretamente de ações governamentais e grandes obras está à disposição de todos: a energia solar fotovoltaica. Hoje a energia solar fotovoltaica não ocupa nem mesmo 2% da matriz energética brasileira. É, de longe, a solução mais acessível para as empresas que não querem deixar com que o fornecimento de energia se torne um entrave na competitividade. 

Investimento com retorno rápido

De cara, as empresas podem chegar a economizar 95% dos valores de energia se optarem pela instalação da energia solar fotovoltaica. No país com uma das energias elétricas mais caras do mundo, optar pela geração própria é mais do que uma redução de custos, mas um investimento de retorno rápido. 

Os cálculos, mesmo que bem céticos, apontam que investir em energia fotovoltaica dá um retorno financeiro além de qualquer aplicação disponível no mercado financeiro. E mesmo para quem não tem recursos para investir à vista, os bancos têm linhas de financiamento especiais para quem faz a opção pela energia fotovoltaica. Independentemente do pagamento com recursos próprios ou de financiamento, o payback pode vir em poucos anos, geralmente de dois a seis, podendo o desencaixe ser minorado através dos prazos oferecidos pelos bancos.

Além disso, é importante destacar que a durabilidade do sistema faz com que o investimento seja a longo prazo. Os módulos fotovoltaicos, como são chamados tecnicamente as placas, têm um desempenho garantido de 30 anos em até manterem-se acima de 80% da produção em relação a um módulo novo.

Investir em energia fotovoltaica representa até mesmo um ativo de marketing, principalmente pensando em exportação e indicadores ESG, sendo um diferencial no posicionamento de mercado e nas certificações de produtos para exportação. 

Dinâmica

A Dinamica possui a solução certa para a geração de energia solar fotovoltaica, seja qual for o tamanho do seu negócio. Entre em contato e conte com a equipe para fazer com que sua empresa saia dessa crise com uma solução duradoura para qualquer crise energética que passemos agora e no futuro.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *