Eficiência energética através dos sistemas solares fotovoltaicos já faz parte do setor hospitalar brasileiro


Quando o sinal de alerta de mudança na bandeira tarifária é emitido, a população já sabe: a conta de luz ficará mais cara no final do mês.

Estamos no inverno brasileiro, e em muitas regiões do país os níveis dos reservatórios de água das hidrelétricas começam a sofrer com a escassez de chuva, sendo necessário acionar a geração termelétrica para poder continuar suprindo a demanda de energia exigida para o período.

No caso dos hospitais, o aumento de R$ 1,50 para cada 100 kwh determinado pela bandeira tarifária amarela é muito relevante, considerando a imensa quantidade de equipamentos médicos que precisam ficar ligados 24horas por dia, durante 7 dias da semana.

Esse elevado consumo de energia elétrica tem feito com que muitos hospitais procurem alternativas para geração de energia, dentre elas a implantação dos sistemas de energia solar fotovoltaico. Com a redução dos custos de energia, tem sido possível investir a verba economizada em melhorias na infraestrutura hospitalar.

Além disso, quando os hospitais optam pela instalação dos sistemas de energia fotovoltaico conectados à rede das distribuidoras de energia, poderão contar com uma maior garantia de energia em horários sem insolação, menor custo de instalação e um baixo impacto ambiental.

Hospitais nas cidades de Limeira e Rondonópolis garantem maior eficiência energética por meio dos painéis fotovoltaicos.

Fundada no século XIX, a Santa Casa de Limeira, localizada no Estado de São Paulo, é referência em atendimento público e privado nas áreas de cardiologia, neurologia, queimaduras e ortopedia, atingindo cerca de 88 municípios do estado.

Em busca dos benefícios e vantagens que os sistemas de energia solar fotovoltaica proporcionam para o setor hospitalar, a Santa Casa de Limeira, foi escolhida pela Dinâmica Energia Solar para se tornar uma referência em economia de energia e sustentabilidade.

Realizado por meio de uma chamada pública da concessionária de energia Elektro, o estudo de viabilidade técnico-financeira para a instalação dos módulos fotovoltaicos para este hospital, apontou que o projeto ideal deveria conter 113,1 kWp de energia solar para gerar 185.322,70 kWh de energia/ano.

Para isto, foram instalados 348 módulos fotovoltaicos de 325Wp junto com 5 inversores, o que possibilitou a Santa Casa de Limeira economizar ao redor de 82 mil reais dos gastos anuais com energia elétrica.

Saindo de Limeira e rodando mais de 1.200 km de estrada chegamos à cidade de Rondonópolis, no estado do Mato Grosso, onde mais um caso de sucesso na instalação dos sistemas de energia solar fotovoltaica demonstram que a busca pelo uso racional da energia elétrica está em todas as partes do nosso país.

Com um projeto de 119,25 kWp, a instalação de 450 módulos fotovoltaicos de 265Wp e 2 inversos de energia, proporcionaram à Santa Casa de Rondonópolis uma geração anual de energia de 170.032,9kWh e contribuiu para uma economia anual de energia de 75 mil reais por ano.

Visto que a energia elétrica é um item imprescindível para o bom funcionamento de todos os serviços, os recursos disponibilizados pela economia financeira gerada com a instalação do sistema de energia solar fotovoltaica, contribuirá para que ambos hospitais invistam em melhorias de infraestrutura.

Com os recursos disponibilizados pela economia financeira gerada com a instalação do sistema fotovoltaico, ambos hospitais poderão transferir os recursos disponibilizados pela para outras melhorias.

A Dinâmica Energia Solar se orgulha em ser responsável por levar até o setor hospitalar os benefícios energia solar fotovoltaica, pois sabemos o quão imprescindível a energia elétrica é para o bom funcionamento de todos os serviços que um hospital oferece.

Entre em contato com a Dinâmica Energia Solar e descubra porque há 17 anos realizamos tantos cases de sucesso pelo Brasil afora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *