O que fazer para economizar energia: energia solar!

A preocupação com o meio ambiente vem crescendo, especialmente frente a notícias preocupantes. Cada vez mais, gastamos os recursos naturais mais rápido que o planeta pode recuperar. Isso também vale para a produção de eletricidade, logo, é comum o questionamento de o que fazer para economizar energia.

Aqui no Brasil, dependemos quase que 100% das hidroelétricas e termoelétricas para produzir a energia que consumimos – seja em casa, comércio e industrias. Apesar de ter sido as opções mais vantajosas por um tempo, agora elas demonstram grandes riscos – para a economia, meio ambiente e demanda energética.

Entenda à seguir porque isso é um perigo e qual a melhor maneira de responder ao questionamento de o que fazer para economizar energia. Boa leitura:

Porque os métodos atuais de geração elétrica, não são eficientes

A construção das hidroelétricas no começo era a melhor proposta. Afinal, o Brasil é abençoado por natureza com grandes rios, com volumetria impressionante de água e muita abundância.

Logo, parecia ser a solução perfeita para suprir as demandas energéticas e acabar com os problemas de apagões. Porém, o crescimento da população, especialmente em grandes metrópoles e o desenvolvimento socioeconômico, colocou em cheque essa eficiência.

Utilização das hidroelétricas

As hidroelétricas são construídas nos leitos de rios com alto volume de água, para ser capaz de movimentar as turbinas que geram energia elétrica. Apesar de ser vendida como energia limpa, a realidade não é bem essa:

  • Para construção da usina, é feito um total desvio do curso natural do rio;
  • Todo o bioma é afetado – plantas, animais e ecossistemas, são modificados para sempre;
  • Em muitos casos, é feito desapropriação de terrenos próximos, por conta dessa mudança.

Logo, tudo que afete um ecossistema inteiro e mude o meio ambiente, não pode ser considerada uma técnica verde e sustentável. Realmente, a produção da energia em si, é renovável, uma vez que se usa a força das águas. Mas, o impacto gerado, é irreversível para natureza.

Outro problema dessa prática, é que em épocas de estiagem e seca, se impossibilita suprir a demanda energética. Levando ao uso de uma técnica nada limpa e totalmente perigosa para a produção dos gases do efeito estufa: as termoelétricas.

Sinal de alerta com as termoelétricas

Essas usinas, se utilizam da queima de combustíveis fósseis para gerar calor e, consequentemente, energia elétrica. São esses gases, os mesmos que estão causando o temido efeito estufa e o aquecimento global.

Além de ser uma geração “suja” e perigosa para natureza, ela faz com que as tarifas cobradas subam exponencialmente. Custo que, obviamente, é repassado para os consumidores.

Para tal, as concessionárias se utilizam das bandeiras tarifárias – verde, amarela e vermelha. Sendo a última acionada, quando as termoelétricas são ativadas. Para se ter uma ideia, somente esse ano, a Aneel autorizou um aumento de 52% na bandeira vermelha, acendendo ainda mais o questionamento de o que fazer para economizar energia.

Logo, fora a preocupação com as taxas exorbitantes e que pesam no bolso de todos, com a escassez de recursos maior e períodos de estiagem mais longos, a pauta de energia sustentável precisa estar em alta.

E o que fazer para economizar energia?

A resposta para essa pergunta não é fácil! Afinal, depender apenas da geração e oferta de energia elétrica tradicional, te deixa refém desses aumentos constantes e taxas abusivas. 

Logo, não adianta muito você tentar economizar o máximo possível aí no imóvel, uma vez que as bandeiras estão cada vez mais altas. Para economizar energia e ter mais independência, o jeito é apostar nas práticas sustentáveis de geração.

Nos últimos anos, o Brasil viu uma explosão na oferta e procura de energia solar, ou fotovoltaica. Isso fez com que o custo do projeto – tanto os equipamentos, quanto a instalação – ter uma redução considerável, fora o crescimento de linhas de crédito específicas para esse fim.

Mas, você já parou para pensar nos benefícios que a utilização da energia solar pode gerar para você e toda sociedade?

1 – Mais economia no seu bolso

A resposta para o questionamento de o que fazer para economizar energia, é mais simples do que você pensa! A utilização do método fotovoltaico, pode te fazer economizar uma boa grana.

O sistema, em um curto período, se mostra capaz de se pagar sozinho. Isso porque, ao instalar no seu imóvel residencial ou comercial, a economia na conta de energia pode chegar a 95%. Muitos, pagam apenas as taxas de manutenção da concessionária.

2 – Mais sustentabilidade

Quem investe na energia solar, está investindo em práticas limpas e renováveis de geração solar. Isso estimula esse setor da economia, que, além de puxar o movimento de energia verde e mais práticas sustentáveis, também gera empregos e incentivos públicos.

3 – Preservação dos recursos naturais

A escassez dos recursos é uma preocupação crescente. Cada vez mais, os períodos de estiagem estão se prolongando, o que assusta os especialistas. O perigo de apagões por conta do problema, é uma realidade cada vez mais presente.

Quanto mais pessoas usarem métodos renováveis para gerar energia, menos vamos depender dos recursos naturais que podem se esgotar e mais sustentáveis seremos como sociedade!

Agora, ficou claro o que fazer para economizar energia, não é mesmo? Para ficar por dentro do mundo da geração fotovoltaica, acompanhe nosso blog e confira matérias exclusivas como essa!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *